Renato Cariani presta depoimento na Polícia Federal, após investigação

Foto: Reprodução/Record TV

Renato Cariani foi um dos nomes mais pesquisados na internet, nos últimos dias. Isso porque o influenciador fitness foi alvo de busca e apreensão da Polícia Federal por uma suposta ligação de sua empresa, que fica em Diadema, com o tráfico de drogas.

No início da tarde desta segunda-feira, 18 de dezembro, Cariani esteve na Polícia Federal para prestar depoimento. Ao entrar na delegacia, eu disse que falaria com a imprensa ao deixar o local.

Dias atrás, Cariani já foi às redes sociais falar do assunto algumas vezes, mas fez um vídeo de pouco mais de 30 minutos para explicar o funcionamento de sua empresa, a relação com o empresário Fabio Spinola, e informações veiculadas na imprensa. Veja:

O influenciador fitness Renato Cariani foi alvo da Polícia Federal iniciou na manhã desta terça-feira (12). As autoridades realizaram uma operação contra o tráfico de drogas e o desvio de um produto químico usado na produção de crack.

O principal alvo foi a empresa Anidrol, indústria química que fica em Diadema, na Grande São Paulo, e tem Cariani com um dos sócios.

Com 7 milhões de seguidores só no Instagram, o influenciador teve um pedido de prisão feito pelo Ministério Público e pela Polícia Federal, mas que foi negado pela Justiça.

Segundo informações da polícia, 18 mandados de busca e apreensão forma cumpridos, sendo 16 em São Paulo, um em Minas Gerais e um no Paraná.

Na casa de outro suspeito da operação, Fabio Spinola foram encontrados mais de R$ 100 mil em espécie. Ele seria o intermediador entre a indústria química e os produtores da droga.

O grupo é suspeito de desviar toneladas de um produto químico para produzir entre 12 e 16 toneladas de crack. A operação é realizada em conjunto com Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO do MPSP) de São Paulo e a Receita Federal.

Fonte: Ofuxico.com
Foto: Reprodução/Record TV