Caso Daniel Alves: jogador pode ter pena reduzida após atitude na Justiça. Entenda!

Foto: Getty Images

Daniel Alves está preso desde o dia 20 de janeiro, na Espanha, enquanto aguarda o processo no qual é acusado de abusar sexualmente de uma jovem em uma boate. Recentemente, a Justiça espanhola decretou o encerramento das investigações e uma pena de nove anos ao jogador, que pode ser mudada.

A vítima de Daniel Alves havia entrado com um pedido de aumento da pena para 12 anos. O valor é o máximo que alguém pode ser preso pelo crime de estupro na Espanha. Uma atitude do lateral, porém, pode diminuir a quantidade de anos que ele passará na prisão.

Isso porque Daniel Alves pagou à Justiça espanhola 150 mil euros (cerca de R$ 800) para reduzir a pena. Além disso, ele também dará o mesmo valor à vítima, caso seja declarado culpado pelo crime.

Daniel Alves tem pedido negado pela Justiça

Em uma das últimas tentativas às vésperas do julgamento, Daniel Alves teve o quarto pedido de liberdade provisória negado pela Justiça. Segundo a juíza responsável pelo caso, haveria o risco do brasileiro fugir da Espanha antes do julgamento, dificultando sua prisão.

Além do aumento da pena, a vítima também recusou qualquer indenização extra oferecida pelo jogador com a finalidade de diminuir os anos de prisão. Segundo a defesa da jovem, “qualquer delito contra a liberdade sexual torna os danos morais e as sequelas irreparáveis”, declarou Ester García, advogada da vítima.

Fonte: Purepeople.com
Foto: Getty Images